segunda-feira, 7 de maio de 2012

Lenda da Orquídea





Na cidade chinesa de  Anan existia uma formosa jovem chamada Hoan-Lan. Essa  linda menina-moça  tinha por hábito se divertir as custas de quem se apaixonasse  por ela, chegando a levar alguns rapazes  ao suicídio, devido a sua frieza e  desprezo.
Cansado de ver tantos sofrimentos, um poderoso deus  decidiu castigar Hoan-Lan e  como castigo fez a volúvel jovem se apaixonar perdidamente  pelo formoso   Mun-Say, sem que esse lhe prestasse a mais pequena atenção.
Desesperada pelo amor de Mun-Say, Hoan-Lan procurou o deus da montanha de  Tan-Vien e implorou-lhe ajuda, mas este estava tão zangado com a atitude da  jovem, que mandou-a embora. Na saída da gruta, Hoan-Lan  encontrou uma bruxa  de pés de cabra que ofereceu vingança contra o seu amado em troca da alma da  jovem. Perdidamente apaixonada, aceitou o pacto e a bruxa fez um feitiço com a  folha  de palmeira e enterrou-a depois de pronunciar umas palavras desconhecidas.
Passado alguns dias, Hoan-Lan viu seu amado Muy-Say de longe e correu a seu   encontro, mas quando se preparava para abraça-lo, o jovem rapaz transformou-se  numa árvore de ébano

Chorando muito junto ao amado, ali ficou durante muito tempo até que despertou a  compaixão  de um deus que, colocando o dedo  na testa da moça, a perdoou,  transformando-a numa flor antes que a bruxa lhe retirasse a alma. No entanto,  concedeu que jamais se separasse de seu amado, vivendo da seiva da árvore.

E foi assim que apareceu a primeira orquídea.

Nenhum comentário:

Postar um comentário